Postado em 22 de Agosto de 2018 às 10h12

REUNIÃO PARA IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM SÃO CARLOS

  • Consórcio Iberê -

O prefeito de São Carlos e presidente da Associação dos Municípios do Oeste de Santa Catarina – AMOSC Rudi Miguel Sander juntamente com o Secretário de Administração, Finanças e Planejamento Ivan Pedro Bonissoni recebeu em seu gabinete na tarde desta segunda-feira (20), os professores Débora Alberici, Mateus Potrich Bellé e Israel Mota do Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC campus de São Carlos, Tamires Carré Konzen e Ângela Stockmann da Secretaria da Agricultura do município e a Assessora de Projetos Geciane Pereira Jordani e a Assessora administrativa Kellen Cassaro do Consórcio Iberê.
Conforme a professora Débora Alberici foi uma reunião de articulação para restabelecer a coleta seletiva no município. “Queremos que o município progrida na questão de separação do lixo sólido e a destinação correta dos resíduos. Também estamos estudando uma possível formalização de associação de catadores, entre outros assuntos pertinentes, para que o município crie metas positivas para a implantação da coleta seletiva em São Carlos”, completou.
O Professor Mateus Potrich Bellé do IFSC também falou sobre a implementação de ações relacionadas ao Plano Municipal de gestão de resíduos sólidos. “A missão do Instituto Federal é auxiliar no desenvolvimento local e isto vai de encontro ao que a gente está planejando. Por isso, hoje estamos aqui planejando ações de curto, médio e longo prazo para auxiliar o município na regularização, na coleta do lixo, na questão da consciência ambiental, educação ambiental com as escolas, dentro dos projetos e ações que já viemos fazendo dentro da Instituição, e sempre como parceiros do poder público municipal para implementar o que já está descrito em lei e que os municípios devem executar”, concluiu.
Já Geciane Pereira Jordani, que foi uma das responsáveis, através do Consórcio Iberê, pelo plano de resíduos sólidos de Chapecó, falou que a ideia é, a partir deste ano, “integrar os demais 06 municípios do consórcio, para fazer um plano só e dar assim, o destino adequado, segundo a legislação, para todos os resíduos produzidos dentro dos municípios”, finalizou.

Reportagem por: Jair Schabarum de São Carlos

Veja também

PROJETO MATA CILIAR 2015/16 CONTEMPLA 70 PROPRIEDADES, E MAIS DE 50 HECTARES DE MATAR CILIAR SENDO PROTEGIDOS14/09/16 Famílias de propriedades rurais beneficiadas com o Projeto Mata Ciliar – CASAN 2015/2016, dos municípios de Chapecó, Cordilheira Alta, Guatambu, Planalto Alegre, Águas de Chapecó e São Carlos participaram no mês de agosto de atividades de integração e compartilharam de informações sobre o andamento do projeto desenvolvido pelo......
INFORMATIVO PROJETO MATA CILIAR – CASAN 201819/12/18 No oeste de Santa Catarina é histórico o problema da ocupação das áreas de preservação permanente de forma irregular, principalmente por atividades como agricultura e pecuária, neste caso o acesso de......

Voltar para Notícias